Posições

COMUNICADO DA CPADA DE APOIO À GREVE CLIMÁTICA ESTUDANTIL

 

A Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente – CPADA apoia e saúda o movimento que promove a greve climática estudantil.

No entanto, deixamos o alerta de que existem tentativas de infiltração neste movimento estudantil, de organizações ligadas a interesses ideológicos e políticos de vários carizes.

A CPADA teme que o aproveitamento por parte de outras entidades possa retirar a genuinidade e autenticidade  do movimento estudantil e que os objetivos dos estudantes possam ser desvirtuados por esta tentativa de manipulação por parte das entidades externas, como já aconteceu aquando do Forum Social Português promovido pela CPADA e demais associações ambientalistas.

A luta contra as alterações climáticas é essencial para a sobrevivência da espécie humana e do mundo natural tal como o conhecemos, e este movimento estudantil merece o apoio de todos, mas sem interferências e manipulações que podem levar ao descrédito e morte deste movimento.

 

José Manuel Caetano

Presidente do Executivo da CPADA

“CPADA adere aos Green10 e apela a um nova liderança da União Europeia”
 
Em maio de 2019 os cidadãos da União Europeia (UE) irão às urnas para eleger um novo Parlamento Europeu e ajudar a determinar a nova liderança da Comissão Europeia. Este facto carrega o potencial para uma UE revitalizada, mais justa e mais democrática, o que resultaria num caminho inclusivo e transformador para o desenvolvimento sustentável que foi desenhado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e no Acordo Climático de Paris.
Uma Europa que coloque em primeiro lugar o bem estar das pessoas e do planeta também ajudará a enfrentar os desafios da migração, segurança e competitividade. No entanto, uma estratégia e migração e segurança da UE que ignore os riscos associados às alterações climáticas irá falhar. Da mesma forma a competitividade económica será de curta duração, se a Europa não expandir as tecnologias limpas e de baixo carbono, no futuro, tornar mais eficiente em termos de uso de recursos e respeitar os limites sustentáveis do planeta.
O Green 10 que representa dezenas de milhões de cidadãos em toda a Europa apela aos grupos políticos candidatos às eleições europeias e aos lideres da UE para promover um conjunto de objetivos e metas inscritas nesse manifesto. (https://green10.org/wp-content/uploads/2017/06/GREEN-10-MANIFESTO-IN-ENGLISH-WITH-CONTACT-DATA.pdf)
Por esses motivos, a Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (CPADA), a estrutura representativa do movimento ambientalista em Portugal, composta por 123 organizações não governamentais de ambiente, reunida em Assembleia Geral no dia 23 de Março, deliberou aprovar a adesão desta organização ao Manifesto Green10.
 
Lisboa, 26 de Março de 2019
 
José Manuel Caetano
Presidente do Conselho Executivo da CPADA